Início Destaque OFICIAL: Rui Costa emite informação sobre João Félix

OFICIAL: Rui Costa emite informação sobre João Félix

Em entrevista ao jornal Record, Rui Costa deixou elogios a João Félix, garantindo que o Benfica só aceitará vender o jovem pelo valor estipulado na cláusula de rescisão, que são os 120 milhões de euros. ”João Félix tem muito para dar ao Benfica”, disse o ex-jogador dos encarnados e actual dirigente da SAD encarnada.

“Vamos ver o que vai ditar o mercado, sendo que a palavra de ordem aqui é essa: faremos tudo para que ele fique. O João tem contrato até 2023 e uma cláusula de 120 milhões. Se não for por esse valor, nem se põe em causa: fica connosco mais um ano”, disse o administrador da SAD ‘encarnada’.

“Normalmente, quando se fala desta miudagem existe o receio de enaltecê-los, porque estão numa idade perigosa e na qual podem espalhar-se ao comprido no pós-sucesso, umas vezes por questões mentais e outras por mau acompanhamento. Em relação ao João, isso não é problema. Sabe muito bem quem é e o que fez – e sabe também que é o mais novo da equipa. Tem sentido de responsabilidade e, com a humildade e o respeito que revela por toda a gente, será ele a definir o seu futuro no futebol”, garantiu.

Rui Costa, recordando que com a idade de João Félix “estava emprestado ao Fafe”, comparou também o jogador do Benfica a Luís Figo e a João Vieira Pinto pela afirmação ainda tão jovem.

“A vida de um jovem, nestas idades, é sempre complicada. Do meu tempo, os que demoraram menos tempo a impor-se foram o Luís (Figo), que já tinha presença assídua no Sporting, e o João (Pinto), que depois de ir para Espanha já era considerado um sénior, mesmo sendo júnior. Mas os outros, de um modo geral, demoraram mais a triunfar” rematou.

Rui Costa reitera o sonho de Luís Filipe Vieira de lutar para conquistar a Liga dos Campeões. Para tal, o clube quer manter os melhores jogadores, nomeadamente João Félix. “O projeto do clube é ganhar a Liga dos Campeões. O presidente já anunciou, e é um projeto em construção, e vamos fazer de tudo para manter os melhores jogadores, cientes de que estamos num momento muito bom”, explica.

O dirigente encarnado diz que o clube não precisa de vender jogadores para assegurar a estabilidade financeira: “Não estamos dependentes da venda o Félix ou do Rúben Dias, referindo os mais mediáticos. Queremos que fiquem, cresçam ainda mais e consigam fazer crescer a equipa”.